sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

As músicas de 2016

Na generalidade, 2016 foi um ano bastante atribulado. Foi, sobretudo, pautado pela morte de diversos artistas e por alguns trambolhões na vida pessoal de muitos. A Internet já traduziu o ano de 2016 em memes. Dentre os milhares, este é, sem dúvida, o meu favorito:


Fonte: https://pbs.twimg.com/media/C0hyZgdWQAAXCnw.jpg


Mas vamos deixar a negatividade de lado e recordar 2016 a nível musical.



Janeiro

Hello, it's me...



Em janeiro, todos tínhamos a fantasia de atender o telefone como a Adele. Ou de ter, pelo menos, um casaco de pelo e vento artificial nos nosso cabelos.



Fevereiro

So we'll piss off the neighbooooors




Em fevereiro, as conversas de almofada devem ter crescido exponencialmente ao som do Zayn.



Março 

Work, work, work, work, work, work

nha nha nha nha nha ...




Os meses mais chatos do ano já lá vão e março trouxe-nos a vontade de voltar ao trabalho com afinco.



Abril


You better call Becky with the good hair




Em abril, Beyoncé lançou mais um álbum surpresa. A Sorry é a minha música favorita do Lemonade, por isso não poderia deixar de a mencionar.



Maio

Can't stop the feeling! 



A música do filme Trolls (já agora vejam o filme porque é cheio de energia positiva) invadiu as rádios e alcançou o top da Billboard.



Junho

Baby, I like your style 


O estilo do Drake caiu-nos mesmo em boas graças. A One dance liderou o top da Billboard durante algum tempo e é, efetivamente, umas das minhas músicas preferidas deste ano.



Julho 

We're in this togetheeeeeeeer 



Em julho, Portugal alcançou, pela primeira vez, um dos títulos mais importantes do futebol. Creio que nunca nos vamos esquecer desta música! Deve ter sido a maior alegria que 2016 nos trouxe.



Agosto

Baby I don't need dollar bills to have fun tonight 




Esta Cheap Thrills contagiou-nos mesmo. Na verdade, acho que já não há música da Sia que não nos toque.


Setembro

So baby pull me closer in the backseat of your Rover


Em setembro, ninguém queria envelhecer. Todos queríamos a eterna frescura e a inocência dos protagonistas deste vídeo.



Outubro

All my friends are heathens, take it slow


O filme Suicide Squad apresenta a vantagem de ter uma banda sonora muito interessante. Com a quantidade de Jokers e de Harley Quinns que apareceram na vossa festa de Halloween, há que providenciar uma música a condizer.



Novembro

Guess who's back again?



Bruno Mars lançou o seu novo álbum em novembro - 24k Magic. Regressou ainda mais extravagante e com uma sonoridade que faz lembrar os anos 80.



Dezembro 

 Look what you've done



Apesar de esta música não fazer grande sentido, temos de admitir que a voz do The Weeknd é muito marcante. É difícil não ficar preso às músicas que ele lança. E assim termina o ano, com um starboy (??). 


Desejo-vos um excelente 2017!! Que amenize as coisas más que 2016 trouxe ou que, se for caso disso, prolongue as coisas positivas que arrecadaram este ano. Haverá sempre dificuldades, mas o importante é não perder energias com coisas superficiais. 




Escrito por Susana Ferreira. 

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Aborrecimentos de Natal


Fonte: http://favim.com/media/uploads/images/orig/140317/chrismas-christmas-cute-family-Favim.com-1503962.jpg


Natal é paz, Natal é amor, Natal é união... Natal é mais uma dúzia de lugares-comuns. Mas Natal é, também, uma francesinha com um bife mal passado. 

Sim. Sabem quando a francesinha está perfeita na sua textura e na sua harmonização de sabores mas, posteriormente, ao cortar aquela torre magistral de pão, queijo e carnes, a faca empanca no bife porque este parece pastilha elástica?? Pronto. É isso. O Natal seria a quadra perfeita, não fossem os pequeninos aborrecimentos que sou obrigada a enumerar.


Os embrulhos. Toda a gente sabe embrulhar um objeto em forma de cubo ou de paralelepípedo, no entanto, o que fazemos com os objetos cilíndricos ?? E com os objetos prismáticos? E com os objetos prismáticos cujas bases são trapézios ?? É possível ter um prisma com base em forma de trapézio?? Não sei. A Matemática sempre foi o bife mal passado da minha vida. Isto para dizer que é muito lindo embrulhar coisinhas normais, mas quando chega um objeto com uma geometria bizarra toda a gente brota aquela gota de suor nas têmporas. 



Bolo-Rei. Visualmente, o bolo-rei é todo pimpão e sumptuoso. Agora, a nível de paladar... Não como bolo-rei mas se comesse tenho a certeza de que seria como andar num piso cheio de buracos, aos tropeções. Odeio fruta cristalizada/ frutos secos/ passas/ sultanas. Eu nem sei se estes termos são sinónimos totais ou, somente, parciais. Mentira. Fui ver ao priberam e sei que, pelo menos, sultana diz respeito à uva branca desidratada... E, também, à esposa e filhas de um sultão. 


Centros Comerciais. Enfim... O que há mais a dizer? Que parecemos zombies prontos a atacar os enchidos, o bacalhau, o borrego, o peru, as botas e os robes quentinhos da Primark, as carteiras da Parfois, as roupinhas de bebé da Chicco e da C&A, as malhas da Pull&Bear e os sobretudos com fechos-ecler da Zara e da Stradivarius??? Que quase andamos à batatada para ter um lugar no parque de estacionamento subterrâneo? Que gostamos de enfardar vinhaça, presunto e polvo mas que depois nos assustamos com a conta? 



Familiares. E aquele beijinho repenicado e molhado na bochecha que a tia Guilhermina vos faz questão de dar porque já não vos vê há muito tempo? Pois. Nunca tiveram tanto DNA alheio espalhado na vossa face. Já para não falar das perguntas clássicas que ela vos vai atirar: Então e namorados??? E trabalho??? O que andas a fazer??? Boa sorte para não pareceres um Zé Ninguém. A menos que te chames Francisca Ávila Vargas. Aí sim, podes ter um manancial de respostas politicamente corretas e bonitas para dar. 



Solidariedade. Nesta época é inegável que contribuímos muito para causas. Somos um povo solidário e com boa vontade dentro de nós. Às vezes só não sabemos é bem quem estamos a ajudar. Na dúvida, é sempre para ajudar ''os meninos''. Sejam ''os meninos'' quem forem. 


Estes são os meus devaneios em véspera de São Nicolau chegar à cidade. Espero que se divirtam a ler e, claro, que passem um Natal descansado e feliz. 🎅🎄😙



Escrito por Susana Ferreira.

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Lendas e outras histórias


Do imaginário popular chegam-nos múltiplas narrações. Tendo estas algum fundo de verdade, merecem ser difundidas pelas incursões fantásticas das pessoas. 

Ora, São João da Pesqueira como terra que se preze agrega muitas destas histórias, algumas das quais anseio partilhar.








A Lenda da Moura Encantada

👱

Num local de culto religioso, chamado de S. Salvador do Mundo, um monte ermo, situa-se bem nas profundezas uma fonte em que tempos se encontrava numa mina. Diz-se que um pastor que se dirigia à mina, lá se deparava sempre com uma moira encantada. Estaria, quem sabe, a guardar o tesouro que os princípes mouros esconderam antes de partirem para a Mourama. A donzela de cabelos louros prometia o tesouro a quem a libertasse do encanto. 







A Fraga do Diabo

👿

Neste mesmo lugar, se pode observar uma fraga peculiar. Ela apresenta pequenos sulcos em forma arredondada, parecidas ao que poderá ser o molde de pés, joelhos, cotovelos e chifres, correspondendo assim à figura do próprio Diabo. O que se conta é que ele havia caído de uma árvore até esta fraga, tendo deixado os vestígios da sua presença gravados na pedra. A verdade é que o ramo da árvore que não susteu a queda do Diabo, permanece seco. 

Devem recordar-se desta imagem, uma vez que já vos apresentei esta fraga peculiar, aqui: https://cantosuperiordireito.blogspot.pt/2016/01/a-pesqueira.html

Fonte: https://encrypted-tbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcQFoIf4fVQWYMwcpqbaPkyrMsKe4orF
_hYthYRffJSw2VoiHA3VHY-bipM




A Velha Careca

👵

Esta história não se trata de uma lenda, possui informações realmente verídicas. Há uns anos, passou pela Pesqueira uma senhora já com uma certa idade, a qual detinha uma caraterística que inevitavelmente a fazia assustar muitas crianças e jovens, sendo eu uma delas. Ela não tinha cabelo, há quem diga consequência de um incêndio em sua casa. Hoje, entendendo como fruto da idade, reconheço que o medo estava na figura que criámos dela, a que se acrescenta o facto de a senhora se chegar perto das pessoas para pedir esmolas sempre com o gesto de afastar o lenço preto que lhe cobria a cabeça, exibindo assim a careca. Depois de uns tempos, nunca mais se viu nem ouviu falar dela, e até se comenta que a senhora teria uma vida estável, filhos, mas que se habituou a ser pedinte.


Escrito por Mariana Pinto

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

1 ano de CSD





O blog Canto Superior Direito começou com a vontade de querermos exercitar a nossa criatividade, produzindo um conteúdo relacionado com os nossos gostos e com o nosso carácter. Cometemos muitos erros e demorámos a «acertar distâncias» (já diria Fernando Pessoa). Até encontrarmos e definirmos a nossa imagem e identidade, passámos por momentos em que a originalidade ficou aquém e em que a inexperiência na blogosfera foi notória. 

Hoje, percebo que o conteúdo que produzimos encerra mais qualidade e solidez e que a nossa imagem transparece credibilidade. Isso deixa-me motivada para mais um, dois, três, ... anos! =)   

Volvido um ano, quero agradecer à Mariana por ser sempre uma «companheira de guerra» à altura e por, um dia, se ter lembrado de «Susana, e se fizéssemos um blog?». 

Agradeço, ainda, a colaboração da Sónia que, durante largos meses, publicou sobre um dos seus entusiasmos - a maquilhagem - e embarcou nas ideias loucas que saíam destas cabeças. 


🎂


Ao morder a vela, desejo:

Que a criatividade e a energia nunca se esgotem! 

Que façamos cada vez melhor! 

Que o nosso Canto seja cada vez mais vosso!



Susana Ferreira.



Devolvo o agradecimento, sem dúvida, não teria embrenhado nesta aventura com outra pessoa. 

O projeto tem-se revelado um escape para os dias que parecem fazer menos sentido e uma forma de partilharmos aquilo que ficava só entre conversas do quotidiano. 

Como referiste, a trajetória é feita a um ritmo comedido e, aos poucos, estamos a conseguir tornar o Canto Superior Direito, num blog sólido. Teria de ser "filho", porque não poderia ser mais parecido connosco :D

Sempre primámos pela competência e por trazer aos seguidores um conteúdo interessante, credível e original. Como também é assim que executamos tudo na vida, estes requisitos manter-se-ão. 

A nossa sincera gratidão a todos os que nos seguem e nos estimulam a progredir. Há mais de um ano que a interação com a Susana se faz de maneira virtual, mas acreditem que através do CSD nos vamos sempre encontrando. O mesmo acontecerá convosco, pois achar-nos-ão em cada linha, no canto de sempre.


🎊

Mariana Pinto.